Uma noite sem lua.

Castiel Vitorino Brasileiro | 2020 | ES -SP | Berlim / Brasil

O limite das linguagens usadas para descrever nossas transfigurações, é a palavra. A palavra Travesti é um limite, um convite e um lembrete. E minha escuridão pré-existe à raça e ao gênero. A comunidade é, ao mesmo tempo, veneno e mel. Eu sou bantu. Eu sou a mensageira que anuncia a transmutação que nomeamos de Travesti.

Uma Noite sem Lua
Reproduzir vídeo